Doutora Mariana Maldonado

Espaço Mulher

Esse é um espaço feito para quem quer saber mais sobre saúde, relacionamento e intimidade. Os assuntos estão agrupados por temas para facilitar a sua procura. Aqui você estará sempre bem informado! Palavra de mulher!

Assinatura

Ponha seu email no campo abaixo para receber as novidades do site:

feed

Ou assine meu RSS!

Dor na hora do prazer

Publicado no dia 21 de janeiro de 2008   Temas: Artigos, Saúde da Mulher, Sexualidade

Apesar de comum, a dor na hora da relação sexual é uma das últimas coisas que a mulher espera sentir. Afinal, o que nos move na busca do ato sexual é o prazer que ele proporciona e dor e prazer normalmente não se misturam, não é mesmo?

O ato sexual difícil ou doloroso pode ter várias causas. Essa condição é conhecida como dispareunia, podendo afetar tanto as mulheres quanto os homens. As mulheres podem descrever essa sensação de dor na hora da penetração - dispareunia superficial - ou depois dela, quando o pênis está inserido dentro da vagina - dispareunia profunda. Essa sensação de dor - que pode ter uma causa física ou até mesmo psicológica - é capaz de interferir na qualidade da vida sexual da mulher, causando transtornos como a diminuição e/ou falta de desejo sexual e até mesmo a evitação do ato. Por que ela vai querer transar se sabe que vai sentir dor na hora H?

Para a mulher que sofre com o problema é importante fazer a diferenciação entre esses dois tipos de dor - superficial e profunda - pois suas causas são bem diferentes. Da mesma forma, o tempo de duração do problema também é importante. Uma mulher que desde a primeira relação sexual sempre sente dores é bem diferente daquela que nunca sentiu e agora sente.

Inflamações vaginais, doenças sexualmente transmissíveis, uso de produtos e vestiários íntimos inadequados, alergias e pouca lubrificação sexual são causas comuns da dor superficial, aquela que a mulher sente logo na entrada da vagina, no início da penetração. Quando existe um corrimento anormal, coceiras ou feridas na vagina ou a região é agredida pelo uso de algum produto inadequado, ela fica naturalmente mais sensível e sofre mais com o atrito causado pela penetração na hora da relação, levando a dor e a ardência, inclusive após a ejaculação.

Outro bom exemplo é a mulher que vai para a relação sexual sem estar com vontade e não fica suficientemente lubrificada. Ao se permitir a penetração vaginal sem estar muito bem lubrificada, a tendência é aumentar ainda mais o atrito que já existe e, conseqüentemente, a dor, o desconforto e a sensação de ardência depois. Não esqueçam de que a lubirifcação vaginal é uma consequência direta da excitação da mulher, da sua vontade de fazer sexo e é claro do estímulo recebido. Por isso a parceria sexual tem um papel tão importante! Caprichar nas preliminares é fundamental para essa boa lubrificação!

As dores profundas também podem ser causas físicas ou psicológicas. Infecções no útero e ovários como as causadas pela doença inflamatória pélvica, cistos ovarianos volumosos, infecção urinária e até mesmo gases intestinais podem ser causas de dor profunda. Daí ser fundamental e indispensável a consulta ao ginecologista quando se percebe que algo de diferente está acontecendo com o nosso corpo. Só assim será possível identificar a causa do problema para tratá-lo corretamente!

30 comentários

  • adriana disse:

    Olá doutora, eu coloquei DIU há 9 meses e sinto dor durante a relação. Também fica tão molhado que não sinto o pênis do meu marido. Será que tenho algum problema?

  • vanessa disse:

    Olá doutora! Nesse último mês estou sentindo muita cólica fora da menstruação. Faz um ano que tenho relações e nunca senti prazer. Eu sempre finjo para deixar meu namorado feliz! Poderia me dizer se é normal não conseguir sentir prazer na hora da relação? Será que poderia me ajudar a solucionar esse problema?
    Ficarei agradecida se puder me ajudar.

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Olá Adriana,
    A princípio, o DIU não seria a causa para a sua dor. Ele pode aumentar a secreção vaginal e aumentar a sensação de umidade, mas não provoca dor. É muito importante que você consulte o ginecologista para saber o que pode estar acontecendo com você, ok?

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Olá Vanessa,
    Fingir prazer não ajuda em nada, alías só atrapalha. Gera tristeza e frustração e aí, acaba virando uma bola de neve que a gente nunca sabe onde vai dar…As causas para isso são muitas, mas para te ajudar só mesmo consultando pessoalmente o especialmente no assunto, ok?

  • Niza disse:

    Olá Doutora,1º devo pedir desculpas por enviar esta mensagem usando e-mail do meu esposo foi fácil através do emal dele. Eu queria dizer que gosto tanto deste espaço! Ele ajuda bastante! Eu mesma passava a mesma situação de dores e de não sentir prazer sexual, mas felizmente superei exatamente por vossa orientação.

  • Danielle disse:

    Olá Dra me dê uma luz por favor
    aiiii escrevo-lhe para pedir uma orientação. Sinto muita dor na penetração e nunca consegui realizar o ato sexual por completo, começo e temos que parar pois a dor é muito forte. Já fui na ginecologista e ela me diz que anatomicamente meu corpo é normal, o hímem também. Tenho bastante lubrificação e a penetração de 1 dedo até 2 eu aguento, mas não por muito tempo quando meu namorado começa a simular o ato sexual. Minha ginecologiasta diz que não tenho vaginismo e também não tenho corrimentos, nem doença alguma. Eu tenho desejo sexual normal, chego ao orgasmo na masturbação mas o ato sexual não consigo realizar. Se sou “normal” por que sinto tantas dores que me impossibilitam o ato??

  • Pâmella disse:

    Olá Doutora! Faz um mês que perdi minha virgindade e em todas as relações que eu tivem com meu namorado, doeu na hora da penetração e não senti nenhum prazer. Será que é porque tem pouco tempo de atividade sexual?

  • ALESSANDRA COSTA disse:

    Boa Noite drª, estou aqui para pedir ajuda, pois tenho vaginismo e estou desesperada, pois não consigo nem fazer exames preventivos. Me ajude.

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Olá Danielle,
    O principal fator gerador desse tipo de situação é a ansiedade. Vc pode ser totalmente normal do ponto de vista anatômico, mas a cabeça nessa situação pode atrapalhar e muito! Converse com um psicólogo. Pode ser uma grande ajuda!

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Olá Pamela,
    Se você ainda sente dor é importante consultar o ginecologista e ver se vc tem alguma razão física para ainda sentir dor. Se estiver tudo normal, sugiro procurar uma ajuda especializada, ok?

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Oi, Alessandra
    Se o seu problema é mesmo o vaginismo, vc vai precisar de ajuda especializada. Converse com o seu ginecologista para te encaminhar ao terapeuta sexual, ok?

  • Daniel disse:

    Olá Dra,
    Minha mulher sente muita dor na hora da penetração, estamos casados há 5 anos e parece que é a primeira vez. Eu a lubrifico e ainda utilizo KY pra ajudar, mais mesmo assim ela sente muita dor principalmente na hora da entrada. Quando eu coloco o dedo por dentro dentro, ela também sente desconforto, eu não consigo colocar 2 dedos, parece que tem um osso logo na entrada. O que será? Sempre foi assim, ela já foi no ginecologista e o mesmo disse que esta tudo normal com ela. Nós ja até perdemos o ânimo de transar. Sempre dói!

  • helena disse:

    Boa noite! Eu adoro o seu programa aos domingos e tive oportunidade de entrar em seu site! Poxa, muito bom! Espero que esse programa nunca termine pois ele vai ajudar muita gente que tem vergonha de se comunicar e falar o que sente! Eu estou aprendendo muito com você! Um abraço da sua ouvinte assídua!

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Olá Daniel,
    Se sua esposa já foi avaliada pelo ginecologista e está tudo normal, é bem provável que ela sofra de vaginismo ´de causa psicológica, mas para saber se é esse mesmo o problema é necessária a avaliação de um terapeuta sexual, ok?

  • LEONICE RAMOS disse:

    Que bom encontrar uma médica que consegue explicar direitinho tudo que nós mulheres necessitamos entender sobre nosso proprio corpo! Muito obrigada!

  • Yvone Pantoja disse:

    Dra.Mariana
    Tenho vaginismo de causa psicológica. Que tipo de profissional devo procurar? Qual linha da psicologia será a melhor para mim? Tenho 30 anos e sempre acontece este problema nas minhas relações. No começo não tive problemas, mas depois de 6 meses aconteceu. Amo muito meu namorado e sei que ele também me ama.
    Por favor, me ajude!
    Obrigada, Yvone

  • Daniela disse:

    Oi Dra! Há tempos sinto muita ardência na hora da penetração. Isso não acontecia antes. O que pode ser? Quero tanto voltar a ter relação normalmente… Será que você pode me ajudar? gosto muito desse blog, já tirei muitas duvidas!!! Eu gostaria de saber também o que seria vaginismo? bjs e muito obrigado

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Oi, Yvone
    Se vc já teve formalmente esse diagnóstico o próximo passo é procurar o terapeuta sexual que pode ser um psicólogo ou um médico que seja especializado no assunto. A terapia sexual deverá ser acompanhada da psicoterapia, independente da linha, pois isso é vc que irá decidir, ok?

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Oi,Daniela
    É importante consultar o ginecologista e falar sobre o assunto. Isso pode ter várias causas, desde o uso de sabonetes ou outros produtos inadequados, inflamações e até a pílula anticoncepcional. Vaginismo é a contração involuntária da musculatura vaginal que pode dificultar ou impedir a penetração, mas isso será tema de outro artigo, ok?

  • mirian disse:

    Olá, eu comecei a vida sexual com 30 anos e já estou envolvida há 07 meses e não consigo fazer sexo sem que haja muita dor. Já fui ao ginecologista e fiz todos os exames e deu tudo normal e conversei com a drª e ela me disse q eu tenho q praticar bastante. O meu marido é super carinhoso e me deixa super a vontade e eu também me sinto super a vontade sendo que ao penetrar a dor continua, sinceramente eu não sei mais o que fazer. Por favor me ajude.
    Obrigada

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Olá Mirian,
    Se vc já foi a ginecologista e não há nada de diferente com o seu corpo, então pode ser o momento de pedir a ele que te encaminhe a um profissional da área de sexologia para ver como te ajudar, ok?

  • rosana disse:

    Acho que lubrifico pouco por isso sinto muitas dores. O que fazer? O pênis dele é nomal, tem três anos que eu estava sem transar, acho que é isso que causa as dores. Quero ser normal! O que faço?

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    A falta de lubrificação é causa importante de dores na hora do sexo, Rosana. Se a mulher não estiver bem lubrificada, o atrito durante a penetração fica maior e isso pode incomodar. O uso de lubrificantes pode ser indicado, mas é melhor conversar com o médico antes, ok?

  • Patricia disse:

    Olá Dra! Ultimamente tenho sentido muita dor durante a relação sexual, é como se o pênis tocasse meu útero. Às vezes é tão forte que me dá vontade de vomitar, e assim, sinto-me obrigada a interromper a relação…sinto prazer por um determinado momento, mas depois fica insuportável. O que mais me preocupa é o fato de ser recente essa dor, portanto acredito que não há relação com o tamanho do pênis ou com as posições que estamos acostumados. Temo que seja alguma infecção. Eu posso estar certa?

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Pode sim, Patrícia
    Sempre que sentir algo diferente no seu corpo, o recomendado é procurar o médico o quanto antes para ver o que se passa. Definitivamente o que sente não é normal, ok?

  • veronica disse:

    oi Dra!
    Estou um problemão! Tenho 1 ano de casada e até agora não consegui fazer nada porque toda vez que tento sinto muita dor, tentei lubrificar mas não adianta só escorrega. Eu gostaria de um nome de algum remédio ou pomada que eu podessse passar para que eu não sinta mais dor!! Por favor me ajude!! Tá brabo!!

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    É Verônica…se existisse esse remédio mágico os problemas estariam todos resolvidos…infelizmente não há. O que vc precisa é conversar com o ginecologista para ver o que está acontecendo com vc. Pode ser que vc sofra de vaginismo, mas isso só mesmo passando pelo médico para saber, ok?

  • Andressa disse:

    Perdi a virgindade, sangrou e só senti dor.. fiz pela segunda vez no sábado, senti BEM menos dor do que na primeira vez, mas não senti o prazer da relação.. meu namorado falou que eu gozei, pq estava muito molhada, mas eu não senti nada, depois da relação me deu sono. Mais tarde fomos fazer de novo, em outra posição, eu por cima dele, quase morri de dor e não consegui concluir.. porquê? Tem algo que eu possa fazer pra isso acabar?

  • Dra. Mariana Maldonado disse:

    Tem sim, Adressa. Em primeiro lugar, ter um pouco mais de paciência… Quando o hímem rompe e pele fica com um corte, tipo um machucado, e é bom dar um tempo para ele cicatrizar. Senão a chance de continuar sentindo dor é grande. Com relação ao prazer também não é tão imediato assim. Isso só acontece nas novelas e nos filmes. Se vc está sentindo dor como vai chegar ao prazer? Só se você gostar de sentir dor, o que não é o caso da maioria…de qualquer forma, vale a pena conversar com o ginecologista, ok?

  • ADRIANA disse:

    ADOREI TIROU MINHA DUVIDAS

Deixe seu Comentário!

Comentário

design: Hungry Mind